Panorama Geral do Apoio Monástico

“Como seguidores do Buda Shakyamuni, a melhor coisa que podemos fazer é o que chamamos em tibetano de dzin-kyong, proteger e preservar seus ensinamentos, mantê-los vivos através do estudo e de colocá-los em prática.” – Dzongsar Khyentse Rinpoche”.

As universidades monásticas (shedras) mantêm padrões rigorosos de excelência acadêmica em estudos budistas, semelhantes aos programas de pós-graduação no Ocidente. A Fundação Khyentse está comprometida em fortalecer essa tradição e em fornecer treinamento em gestão para estudiosos, professores e líderes Budistas para as gerações futuras.

A Fundação Khyentse criou uma doação para apoiar financeiramente as instituições do Rinpoche na China, na Índia e no Butão (Monastério Dzongsar, Sichuan, China; Instituto Dzongsar Khyentse Chökyi Lodrö, Chauntra, Índia; Instituto Chökyi Gyatso, Dewathang, Butão; Sangdhak Centro de Dharma Gaypailing, Bartsham, Butão e Centro de Retiros Tiger’s Tail, Paro Butão). Esses institutos mantêm a excelência acadêmica tradicional ao mesmo tempo em que expandem seus currículos com métodos inovadores.

Nós convidamos palestrantes visitantes para ampliar os horizontes dos monges com cursos sobre economia global, história ocidental e filosofia. A fundação também provê programas de aprendizagem de línguas, cursos de informática e programas de gestão e liderança, produzindo professores-estudiosos budistas versados em informática que são fluentes tanto em inglês quanto em chinês. Os programas de intercâmbio com universidades ocidentais selecionadas ajudam os khenpos a se familiarizarem com a cultura ocidental. Além disso, as novas práticas de escrituração contábil nos cinco institutos garantem que todos os fundos da FK sejam devidamente gerenciados e contabilizados.

A Fundação Khyentse atualmente dá suporte a monges de mais de 300 monastérios, de quase todas as tradições por toda a região do Himalaia.

Monastério Dzongsar 

Khamje Valley in Derge, Sichuan, China

Instituto Dzongsar Khyentse Chökyi Lodrö

Chauntra, Himachal Pradesh, India

Instituto Chökyi Gyatso

Dewathang, Bhutan

Apoio Financeiro

O apoio prestado pela FK quase quadruplicou em 15 anos, de 700 monges em 1999 para mais de 2 500 monges em 2014.

 

 

Saúde e Bem-estar

A FK proporciona um ambiente monástico saudável, necessário para o desenvolvimento de estudiosos e praticantes.

Treinamento de liderança

Orientação em gestão e contabilidade, treinamento avançado de liderança, programas de idiomas e bolsas de estudos em tecnologia.

Graduados

Mais de 160 khenpos se formaram na DKCLI, e a maioria deles retornou aos seus monastérios para serem professores ou abades.

monk-flowers-sm

Promover um ambiente monástico saudável é parte integral do desenvolvimento de estudiosos e praticantes que possam continuar a fornecer orientação sobre o caminho do Buda para pessoas de todo o mundo.

Custa cerca de 5 dólares por dia para alimentar uma pessoa em Derge. Existem cerca de 2 000 monges, freiras e crianças residentes no Monastério Dzongsar Derge, Shedra, Centro de retiros e Escola infantil. Isso significa que o custo total de alimentos é de 10 mil dólares por dia, 365 dias por ano. A maioria dos moradores é sustentada por suas próprias famílias e pela comunidade local, e também passa 2 meses por ano pedindo doações, como é tradicional. A fundação fornece apenas cerca de 10% dos seus custos alimentares, o que ainda representa 365 mil dólares.

A FK provê totalmente os custos de alimentos para aproximadamente 500 monges na DKCLI Chauntra, juntamente com a clínica médica, o programa de inglês, biblioteca e outros custos administrativos, o total chegou a cerca de US$180 mil dólares em 2014.

offeringbows2-sm

A Fundação Khyentse foi originalmente criada para ajudar a aliviar Dzongsar Khyentse Rinpoche das responsabilidades financeiras que vieram com o legado que ele herdou quando criança. Em 1999, ele estava sustentando pessoalmente mais de 700 monges em seus vários monastérios. Hoje ele provê sustento para mais de 2.500, mas a Fundação Khyentse cuida das responsabilidades de financiamento.

Monges de mais de 300 monastérios fizeram parte do Instituto Dzongsar Khyentse Chökyi Lodrö em Bir e Chauntra, na Índia, e dessa forma nós também damos apoio a monges de quase todas as tradições em toda a região do Himalaia.

A FK doou mais de 3 milhões de dólares para apoiar monastérios nos últimos 10 anos. Mais de 600 mil dólares foram distribuídos em 2014. Nos níveis atuais, precisamos arrecadar um mínimo de 350 mil dólares por ano para cumprir nossos compromissos com os monastérios sem recorrer ao nosso capital principal (baseado numa renda de investimento de 5%).

Precisamos levantar um mínimo de 350 mil dólares por ano para cumprir nossos compromissos com os monastérios sem recorrer ao nosso capital principal (baseado numa renda de investimento de 5%). Contribua agora

 

managment-sm

A FK fornece muito mais do que apoio financeiro aos monastérios. Orientação em gestão e contabilidade, treinamento avançado em liderança, programas de idiomas, bolsas de estudos em tecnologia e outras inovações estão modernizando a forma como os monastérios operam para que possam permanecer robustos e relevantes no século XXI.

group-study-in-courtyard

Monges de mais de 300 monastérios frequentaram o Instituto Dzongsar Khyentse Chökyi Lodrö em Bir e Chauntra, na Índia, e dessa forma, também apoiamos monges de quase todas as tradições em toda a região do Himalaia.

in-class-alt

São necessários anos de estudo filosófico e compreensão profunda do Buddhadharma para tornar-se um khenpo autêntico. Mais de 160 khenpos se formaram na DKCLI, e a maioria deles retornou aos seus monastérios para tornarem-se professores ou abades.