“Estamos tentando apresentar valores de 2.500 anos para o século 21”

Dzongsar Khyentse Rinpoche

O Dharma está transformando vidas ao redor do mundo quando pessoas de todos os caminhos de vida descobrem a sabedoria e compaixão que definem os ensinamentos do Buda. Existem hoje cerca de quinhentos milhões de pessoas estudando, praticando e procurando ensinamentos sobre o Dharma. Portanto a geração atual de professors budistas e e as futuras, os tulkus, lamas e eruditos – laicos, monásticos, orientais e ocidentais, homens e mulheres – têm a oportunidade histórica de causar um impacto positivo na sociedade. A FK está investindo em ajudar a próxima geração de líderes e professores budistas a vencer os desafios do século 21.

Khenpos e Tulkus

Na tradição do Budismo Tibetano os tulkus são considerados líderes seculares, gerenciando seus próprios monastérios, centros de retiro ou institutos de aprendizado, e muitos deles supervisionam obras de caridade ou fundações sem fins lucrativos. Porém, apesar de passarem por treinamento budista rigoroso dentro do ambiente monástico, poucos adquirem as habilidades de liderança e gestão que precisam para desempenhar seu papel. A Fundação Khyentse está desenvolvendo programas inovadores para ajudar aqueles que são responsáveis pelas instituições budistas, para que se capacitem com técnicas modernas de liderança e gestão.

Baseados nas melhores práticas empregadas no mundo dos negócios e organizações sem fins lucrativos globais, estes treinamentos oferecem recursos, habilidades e processos necessários para aprofundar as conexões entre os líderes budistas atuais, instituições e a sociedade global.

A fundação também está coordenando programas de larga escala para oferecer cursos de línguas estrangeiras para Khenpos e Tulkus (primeiramente inglês e chinês), tecnologia e ciência da computação, metodologia de ensino progressivo, estudos sociais, história, economia e mais.

Treinamento em Liderança e Gestão em resumo
  • A maior parte do treinamento dos Tulkus e Rinpoches de hoje em dia acontece dentro do ambiente monástico.

  • Os Tulkus e Rinpoches tibetanos e professors de outras linhagens budistas também precisam ser capacitados como líderes ou gestores ‘seculares’- por exemplo, conduzindo seus monastérios em termos práticos, encabeçando grandes organizações sem fins lucrativos, e compreendendo e ensinando estudantes de origens diferentes.

  • O Programa de Liderança e Gestão da Fundação Khyentse é um currículo de desenvolvimento amplo que oferece aos atuais Tulkus e Rinpoches acesso a habilidades de ponta e capacitação em liderança e gestão. O Programa da FK para Eruditos Visitantes oferece aos futuros líderes a oportunidade de estarem imersos em cultura acadêmica occidental.

  • Gestores monásticos interessados em hospedar programas de treinamento em suas instituições podem entrar em contato com: christine@khyentsefoundation.org

 

Marcos

2010 O Rinpoche pede a Chris e Sydney Jay para desenharem um programa de liderança e gestão para ‘trazer os monges para o século 21’. 

2011, 2012 e 2013 Khenpos e tulkus do Instituto Dzongsar Khyentse Chökyi Lodrö participam de treinamentos de 10 dias liderados por Chris e Sydney Jay.

2014  Realizada a OficinaExcelência em Liderança e Gestão: Conceitos centrais e melhores práticas”, no Monastério Shechen em Boudha, Kathmandu

2015 Treinamento de professores com a Sra. Jaya Das em Chauntra, assistido por mais de 40 Rinpoches, lamas, tulkus e khenpos, incluindo os cabeças de 4 monastérios maiores.

2015-2016 Programas de Liderança organizados pelas comunidades Shechen, Sakya e Drukpa Kagyu.

Participantes

 

Abaya Rinpoche
Adzom Gyalse Tulku
Avikrita Rinpoche
Changling Rinpoche
Chenrab Palden
Chogyad Zhabdrung Rinpoche
Christine Ng
Chung Tulku (Bhutan)
Dagpo Zhabdrung Rinpoche
Dawa Drukpa
Do Tulku
Dongtsang Zhabdrung Rinpoche
Drawu Meghen Tulku Rinpoche
Dudjom Yangsi Rinpoche
Dzongsar Khyentse Rinpoche
Emily Crow
Gyalse Tulku, Sechen Bhutan
Gyalwa Dokhampa Rinpoche
Gyangkhang Rinpoche
Hanna Hegan
Huang Jing Rui
Jamyang Tenzin
Jennifer Yo
Jigme Tenzing
Josh Lee, Director SI-HK
Khenpo Chenyang Gyatso
Khenpo Choying Dorjee
Khenpo Choying Lhundup
Khenpo Chozin
Khenpo Gyurmed Tsultrim
Khenpo Jamzang
Khenpo Jurmay Tshulthrim
Khenpo Ngawang Dorje
Khenpo Ngawang Gyaltsen
Khenpo Ngawang Woser
Khenpo Pasang
Khenpo Samdrup
Khenpo Sangay Phuntskok
Khenpo Sonam Phuntsok
Khenpo Sonam Singgy
Khenpo Sonam Tsewang
Khenpo Tashi Dorjee
Khenpo Thinley Chosal
Khenpo Thinley Dorjee
Khenpo Thupten Drukdak
Khenpo Tsering
Khyentse Yangsi Rinpche
Kyorpon Choying Tsering
Kyorpon Kunzang
Kyorpon Lodoe
Kyorpon Palden Dradul
Kyorpon Sonam Drakpa
Kyorpon Tsewang Dondup
Kyorpon Yonten Gyatso
Lopon Dechen
Lopon Dhargyay
Lopon Dolma Dhargye
Lopon Kuntus
Lopon Lodoe Rabsang
Lopon Ngawang Khedup
Lopon Pema Lodoe
Lopon Pema Longdrol
Lopon Phurbu Tsering
Lopon Thutup
Lopon Tsewang Rinzin
Lucie Jurikova
Markham Tulku
Mei Yee Wong
Ngawang
Noa Jones
Norbu Tsering
Nyiyak Tulku
Pawo Choying Dorje
Pema Abrahams
Polu Tulku
Ratna Vajra Rinpoche
Sithar Samdrup
Sonam Gyaltsen
Sonam Jamtsho
Stephanie Lai
Suzie Erbacher
Taklung Shabdrung Rinpoche
Tashi Yolmo
Ted Lipman
Thangtong Tulku
Thartse Khen Rinpoche
Thinles Chossal
Thinley Khyentse
Tsering
Tsering Gellek
Tsewang Dondup
Tulku Ngawang Jigme Lodoe
Tulku Ngawang Kunga Thinley
Tulku Ngawang Thigchok Zangpo
Tulku Pama Wodzer
Tulku Pema Wosal
Tulku Sonam Rinchen
Tulku Tashi Paldhen
Tulku Tenzin Woser
Tulku Tsepak Namgyal
Wamgon Tulku
Yulia Sheynkman
Zhu Zheqin
Zodpa Tulku

Áreas de Atividade

Treinamento em Gestão

leader-devA primeira desta série de oficinas inovadoras de treinamento em gestão ocorreu no Instituto Dzongsar Khyentse Chökyi Lodrö (DKCLI), em 2011. O workshop apresentou três elementos principais: resolução de problemas estruturados, habilidades de relacionamento, e autoconsciência.  Desde então, todos os anos a KF hospedou oficinas para tulkus, líderes monásticos, khenpos e uma série de praticantes leigos de todas as tradições budistas. Após o sucesso de programas-piloto na DKCLI, o primeiro Workshop de Treinamento de Liderança para tulkus e khenpos foi realizado no Monastério de Shechen, em Kathmandu, em fevereiro de 2014. Rinpoche e cerca de 30 participantes, incluindo 20 tulkus e khenpos, participaram da oficina de 6 dias para aprenderem Conceitos Básicos e melhores práticas em liderança e gerenciamento modernos. Chris e Sydney Jay, Anja Hartmann, Edouard Janssen e James Hopkins foram os professores da oficina. Além do material de curso orientado por conteúdo, este workshop incluiu exercícios experienciais projetados para facilitar o funcionamento de equipes mais criativas, abrangentes e efetivas.

“De todo o material que apresentamos, os monges pareciam responder com maior entusiasmo a alguns modelos de diferenças básicas interculturais que demos no primeiro ano. Usando suas habilidades analíticas aperfeiçoadas e curiosidade natural, eles mostraram uma sede genuína por todo o material que lhes apresentamos.” – Sydney Jay

Programa de Eruditos Visitantes

khenpho

Os programas da FK constroem pontes de compreensão acadêmica e social, de amizade, de suporte financeiro entre o local de origem do Budismo, na Índia, terras onde ele foi preservado e floresceu ao longo de séculos, e terras onde está começando a brotar hoje em dia. O patrocínio da fundação para eruditos visitantes é uma ponte entre os mundos budistas, o antigo e o atual.

O Programa da FK para Eruditos Visitantes dá aos jovens Tulkus, Rinpoches e Khenpos a oportunidade para serem imersos em cultura e ambiente acadêmico ocidental. O programa foi lançado em 2010, quando o Venerável Khenpo Jamyang Lobshal, reitor do Instituto Dzongsar Khyentse Chökyi Lodrö em Bir, Índia, passou um semestre como erudito visitante no Departamento de Religião da Universidade George Washington, em Washington D.C. Outros eruditos visitantes foram o Khenpo Choying Dorjee, Dongsung Shabdrung Rinpoche e Chung Tulku na Universidade da Califórnia em Berkeley, e Lopön Dechen Lhundrub em Cingapura. “Esta oportunidade de ensinar a filosofia Budista em uma universidade e ajudar a traduzir estas ideias para o inglês foi uma experiência muito importante para mim, e eu agradeço a Fundação Khyentse por tornar isto possível”- Khenpo Jamyang Lobshal

  • 2010: Khenpo Jamyang Lobshal, Universidade George Washington

  • 2011: Khenpo Choying Dorjee

  • 2013: Dongsung Shabdrung Rinpoche, UC Berkeley

  • 2015: Chung Tulku of Bhutan, UC Berkeley

Notícias

    • Um erudito visitante na UC Berkeley
    • Um Khenpo na Capital (textos completos em inglês)

Video

Watch Movie Here


Slideshow

  • Estudos Budistas na U.C. Berkeley

Cursos de Línguas

É um desejo antigo do Rinpoche que alguns de seus Khenpos sejam capazes de ensinar o Dharma em inglês, chinês, hindi e outras línguas para estudantes no mundo inteiro. Nunca é demais enfatizar a importância da linguagem e da comunicação cultural dentro do projeto de difundir os ensinamentos do Buda.

  • DKCLI— Cursos de inglês e chinês

  • Dzongsar Derge—Chinês

  • Dewathang—Inglês

  • Curso piloto de inglês, intensivo e em larga escala, com duração de 3 anos na Tailândia.

O objetivo maior destes cursos de línguas é treinar tradutores qualificados, para que o Dharma possa se tornar disponível para pessoas em suas próprias línguas – a condição fundamental para que o Dharma do Buda crie raízes e floresça em qualquer país.

“Quando Dzongsar Khyentse Rinpoche fez o discurso no final, ele falou sobre a modernização do sistema que temos aqui, o que foi uma mensagem chave para todos. Houve um silêncio total (enquanto ele falava), um silêncio de reconhecimento, como um chamado para despertar, um silêncio de realização auto-refletida”

Wamgon Tulku

Monastério e Convento Wamgon, Derge

“Nós esperamos que este programa vá ampliar e complementar o treinamento vigoroso que nossos Tulkus e Khenpos recebem nos monastérios, e que traga uma nova esfera de conhecimentos e experiências para melhor prepará-los para os desafios do século 21”.

Cangioli Che

Diretora Executiva da FK

“O Rinpoche disse que é uma prioridade top dar suporte ao estudo acadêmico do Budismo por que universidades e professores têm muita credibilidade no mundo ocidental. Isso realmente me tocou, por que eu sei, em primeira mão, como os professores trabalham duro para aumentar o conhecimento em seus campos de atuação”.

Sydney Jay

Co-diretora do Programa de Liderança da FK