As candidaturas serão aceitas de 1º de outubro a 31 de dezembro de 2019

O prêmio da Fundação Khyentse pela excelência em dissertações é concedido anualmente ao autor de uma dissertação de doutorado na área de estudos budistas, defendida nos dois anos acadêmicos anteriores. A dissertação deve basear-se em pesquisas originais no (s) idioma (s) primário (s) relevante (s) e deve promover significativamente o entendimento do assunto ou das escrituras budistas estudadas.

O prêmio no valor de US $ 8.000, é concedido em anos alternados a dissertações asiáticas e europeias. Este ano, o foco está na Ásia.

Instituições credenciadas que oferecem programas de doutorado em estudos budistas ou estudos religiosos na China continental, Hong Kong e Taiwan são convidadas a nomear uma dissertação que foi concluída durante o ano acadêmico de 2017-18 ou 2018-19.

  • A dissertação pode ser escrita em chinês ou em inglês.
  • O período de indicação é de 1º de outubro a 31 de dezembro de 2019.
  • A dissertação vencedora será anunciada até 30 de junho de 2020.
  • O prêmio consiste em US $ 8.000 para permitir que o beneficiário continue sua pesquisa.

As indicações devem ser acompanhadas de quatro documentos separados:

  • Uma carta de recomendação de um membro do corpo docente e / ou do presidente do departamento ou instituição
  • Um resumo da dissertação (não mais que 2 páginas)
  • Um capítulo representativo da dissertação
  • Informações completas de contato do departamento e do autor da dissertação

Esses documentos devem ser enviados como anexos de e-mail para dissertations@khyentsefoundation.org. 

Um comitê de quatro pessoas selecionará três dissertações para serem lidas na íntegra por todos os membros do comitê, que selecionarão a dissertação vencedora. A decisão do comitê será anunciada até 30 de junho do ano seguinte.

Os vencedores anteriores do prêmio incluem o Dr. Chao Tung-Ming da Universidade Nacional de Taiwan (2014), o Dr. Jens Wilhelm Borgland da Universidade de Oslo e o Dr. David Higgins da Universidade de Lausanne (2015), Mao Yufan da Universidade Chinesa de Hong Kong (2016), Christopher V. Jones do St Peter’s College, Oxford University (2017), Wenli Fan da Universidade Chinesa de Hong Kong (2018), e Cécile Ducher da Ecole Pratique des Hautes Etudes – PSL na France (2019).

Se as circunstâncias permitirem, o destinatário do prêmio será convidado a dar uma palestra com base em sua dissertação em uma instituição selecionada pela Fundação Khyentse.

CONTATO: Jun Xie, jun@khyentsefoundation.org, Diretor Interino de Comunicação