Não categorizado

Mensagem de Ano Novo do nosso Fundador

Dec 30th, 2015

IMG_0107
Queridos Amigos,

Neste ano novo que está vindo eu gostaria de pedir a todos vocês que dedicassem cinco segundos a desejar de verdade que o Dharma de Buda floresça e permaneça neste samsara. Simplesmente querer ou desejar já é o suficiente. Não estou pedindo nem que acendam uma lamparina, queimem incenso, unam as mãos em prece, entoem um mantra, ou sentem e meditem. Apenas um desejo claro e sincero, mesmo que curto, de muitos de nós querendo de verdade que o Dharma de Buda  floresça e permaneça, será vital para sua persistência, longevidade e fortalecimento.

Isto porque a  adversidade real já foi vivida e realizada pelo Buda, ele próprio, que passou por tantas dificuldades nos seus tempos de bodhisatva. Frequentemente o bodhisatva abandonou sua própria felicidade para dedicar o poder de suas ações ao florescimento do seu próprio dharma no futuro.

Pelos doentes, o bodhisatva desistiu de seu próprio sustento. Por uma palavra de bodhicita, o bodhisatva ofereceu seu próprio filho, esposa e riqueza. Para ouvir uma única palavra sobre verdade, o bodhisatva passou por penitências e prestou homenagens, fez oferendas e louvou renunciantes, arhats e os que falavam sobre a verdade.

Por éons imensos como os oceanos, pela iluminação de todos, o bodhisatva dedicou sua vida na procura pela verdade. Tendo este objetivo, ele nunca parou de ouvir, de aprender, de disciplinar a si mesmo, e de fazer oferendas aos budas das dez direções.

Motivado pela sua compaixão, o bodhisatva ofereceu sua carne, seus ossos, seu sangue, seus membros e partes do seu corpo, algo tão estimado. Pelo poder de seu mérito, o bodhisatva fez a aspiração de que o dharma florescesse e permanecesse.

O bodhisatva passou por estas experiências adversas para levar todos os seres pelos três veículos e lhes dar o dharma através da sua perfeita generosidade.  Ele se engajou em toda ação positiva possível para salvar os seres dos fogos da emoção e ajudá-los a vencer a não virtude e desfrutar da riqueza da virtude. E o bodhisatva pôs seus maiores esforços em livrar os seres da prisão das visões errôneas e conduzi-los à visão correta seguindo a direção certa. Nunca houve qualquer dúvida  de que o dharma não fosse florescer.

O ponto chave para assegurar que o dharma agora irá prosperar e permanecer depende somente do nosso mero querer pelo dharma. Então, mais uma vez, queridos amigos, eu peço enfaticamente que comecem 2016 com alguns segundos a simplesmente querer que o dharma floresça e perdure. Se queremos paz, harmonia e prosperidade, Shakyamuni deve prevalecer.

2015 DJKR

—DJK

 

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *.